Pra construir ou reformar, contrate um profissional e garanta um imóvel com qualidade e segurança

As dúvidas e preocupações quanto a como, quando e quanto custa planejar e construir são fatores quase que vinculados a obras, sobretudo na gora de empreender. Segundo o arquiteto Daniel Prazeres, da DP Projetos Arquitetura e Construções, é natural que cada cliente saiba os objetivos específicos ara a reforma ou construção.

Normalmente, ele explica, isso está atribuído aos sonhos dos clientes, que querem, por exemplo, uma recepção mais ampla e, juntamente, planejar, fluxos, acessibilidade, funcionalidade, estética. Ou uma varanda gourmet, que seria melhor integrada à sala de TV, cozinha e serviço, sem contar que ela deve ser privilegiada em relação à ventilação. Todas essas situações e dúvidas são comuns a todo planejamento de obra.

Alguns aspectos são determinantes para que tudo ocorra sem dor de cabeça. O ideal é dividir a empreitada – casa , escritório ou empresa – em três fases: planejamento; projetos  e orçamentos, e construção. “É preciso garantir a racionalidade para dimensionar os espaços, definindo todos os objetivos de uso diário e a longo prazo para uma casa ou empresa”, recomenda.

Além disso, o arquiteto instrui, é preciso construir sabendo quanto se quer gastar. Para tanto, deve-se ter o auxílio de um bom profissional. “Um arquiteto ou engenheiro saberá a abrangência de uma área para a reforma ou construção e, consequentemente, auxiliará com as metas e previsões de gastos gerais e por etapas consecutivas”, justifica. E mais: a pessoa deve contratar um profissional qualificado para cada fase da empreitada.

Anúncio-SOMESE Sociedade Médica de Sergipe

Anúncio-SOMESE Sociedade Médica de Sergipe

Projeto Arquitetônico

Daniel Prazeres ressalta que a base de qualquer planejamento de reforma ou construção é o projeto arquitetônico, que norteará todos os demais projetos – elétrico, hidráulico, estrutural, orçamentos e cronogramas. Além disso, a pessoa deve contratar todos os projetos necessários para a obra. Sem eles, a obra fica sem controle e os orçamentos, feitos por estimativa. Isso encarece a obra. E mais: orçamentos e cronogramas são peças fundamentais para o controle de custos e prazos por etapas de projeto e planejamento da construção.

Vale destacar que o principal dilema das obras é a viabilidade de contratar uma empreitada direta com equipe de obra ou construtora. Porém, todo projeto/obra/reforma deve ter um responsável técnico. E obras sem equipe qualificada costumam ser mais caras, sem garantia de qualidade e, sobretudo, sem segurança.

Outra dica é se certificar de elaborar contrato para todos os serviços, juntamente com cronograma de prazos e custos por etapa de execução da obra, e memorial de materiais a serem utilizados para ela. Com todas essas recomendações, você pode garantir uma obra com o mínimo de problemas e, consequentemente, sem dores de cabeça.

2018-03-08T16:05:53+00:00